Rio de Janeiro / RJ - domingo, 21 de janeiro de 2018

CIRURGIA DA OBESIDADE

(Leia com cuidado, consulte o seu médico. Estas informações necessitam de um profissional para serem interpretadas)

 



CIRURGIAS PARA OBESIDADE MÓRBIDADE



Como já relatamos anteriormente, nos casos graves de obesidade, o único tratamento eficaz para reduzir o peso de forma desejável e mantê-lo por longo prazo é a cirurgia.

 

Existem diversos tipos de procedimentos/cirurgias para obesidade que foram idealizadas ao longo dos tempos. No entanto, existem poucas que são eficazes e que são preconizadas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, e pela Federação Internacional de Cirurgia da Obesidade; estas estão divididas em 3 grupos:


1)     Aquelas que reduzem o tamanho do estômago;

 

2)     Aquelas que provocam uma má absorção dos alimentos ingeridos;

 

3)  Aquelas que tanto reduzem o tamanho do estômago como também promovem má absorção alimentar.

 

 

Redução do Reservatório Gástrico

 

·        Balão Intragástrico - Consiste na diminuição do reservatório gástrico através da colocação de um balão dentro do estômago (por endoscopia digestiva alta). Visa ocupar um espaço no interior do estômago impedindo que o paciente faça ingestão de grandes quantidades de alimentos. Existe um tempo de vida útil deste balão e seu uso é preconizado por um período máximo de 06 (seis) meses. Suas indicações são restritas; a principal visa diminuir o peso do paciente super obeso para realizar cirurgia definitiva.

 

·        Banda (anel) gástrica - Esta técnica consiste em diminuir a capacidade do reservatório gástrico em torno de 30 a 50ml,  através de um esvaziamento retardado por um anel, impedindo a ingestão de grandes volumes de comida.

 

·        Gastretomia Vertical (SLEEVE) - Esta técnica consiste na realização de um tubo gástrico na pequena curvatura. Fora usada inicialmente como preparo de uma cirurgia mista. Resultados positivos tem sido alcançados. Sendo uma opção no tratamento de pacientes garves e pacientes não diabéticos. Já que a retirada do fundo gástrio inibe a grelina (hormonio responsável pela saciedade)

 

 

 

Cirurgia de má absorção dos alimentos ingeridos


·        Cirurgia de Scopinaro - Em geral, indicada para pacientes  super obesos, aonde possui uma restrição gástrica, sendo  à parte desabsortiva a mais importante. Confecciona-se uma gastrectomia parcial com reconstrução em Y de Roux, com a entero-entero anastomose há 50 cm da válvula ileocecal. Bons resultados com 75% de perda significativa do excesso de peso.

 

·       “Switch” Duodenal (ou derivação bileopancreática) - Confecciona-se uma gastrectomia vertical ou em ‘manga, preservando o piloro, com reconstrução em Y de Roux do piloro a entero-entero a 50 cm da válvula ileocecal. É semelhante ao Scopinaro, com menos perda protéica e metabólica.


Cirurgia combinada: Redução do Reservatório Gástrico X Cirurgia de má absorção dos alimentos ingeridos

 

 

·     Capella – Fobbi  - Confecção de reservatório gástrico contendo de 30 a 40 ml com reconstrução em Y de Roux, há 1,0 m do Treitz e 1,0 de alça da gastroentero. Pode ser feita por Videolaparoscopia (Wittgrove). Em geral, os pacientes perdem de 35 a 50% do excesso de peso.