Rio de Janeiro / RJ - sábado, 25 de outubro de 2014

CIRURGIA DA VESICULA BILIAR

(Leia com cuidado, consulte o seu médico. Estas informações necessitam de um profissional para serem interpretadas)

 


O QUE É A VESÍCULA BILIAR?


É um órgão em forma de pera situado sob o lobo direito do fígado com mais ou menos 12 cm

Sua principal função é coletar a bile produzida pelo fígado e concentrá-la .

Quando a pessoa se alimenta , a vesícula biliar se contrai liberando a bile, a qual passa por um canal chamado colédoco, até chegar ao intestino e encontrar o alimento.No final do colédoco existe a união com o canal do pâncreas.

A remoção da vesícula biliar não está associada a nenhuma disfunção digestiva na maioria das pessoas. 



O QUE CAUSA PROBLEMAS DA VESÍCULA BILIAR?

O principal problema da vesícula biliar está associado a presença de cálculos. São pedras de variado tamanho e número, geralmente formadas a partir do colesterol e/ou sais biliares contidos na bile.

Acredita-se que a formação de cálculos possui uma origem hereditária, outra ligado a fatores hormonais (estrogênio), hábito alimentar,...

Não há maneira de prevenir que as pedras se formem.

Os cálculos podem bloquear a saída da vesícula biliar, impedindo o fluxo natural da bile , ocasionando um aumento da pressão dentro da vesícula, levando a um inchaço (edema) e conseqüentemente a infecção  - COLECISTITE AGUDA LITIÁSICA. A pessoa apresenta uma dor intensa tipo cólica em baixo da costela direita, com vômitos e posteriormente febre. É uma emergência

Se uma pedra pequena conseguir passar para o canal da bile a pessoa pode ficar amarela e ter complicações severas. Uma das complicações é icterícia ou amarelão que pode levar a problemas de insuficiência hepática e até renal.

Outro problema sério é a chamada PANCREATITE BILIAR - passagem de cálculos, ou micro cálculos ou lama biliar na saída do pâncreas. 



 

COMO ESTES PROBLEMAS SÃO IDENTIFICADOS E CORRIGIDOS?

O ultrassonografia abdominal é o método de escolha para o diagnóstico (PADRÂO OURO)

Em alguns casos mais complexos , outros exames radiológicos são necessários.

cálculos (pedras) de vesícula não desaparecem com o tempo .  Qualquer tentativa outra que NÃO SEJA CIRÚRGICA,  está fadado ao INSUCESSO.

Melhoras temporárias podem ocorrer porém podem retornar com complicações.

A remoção da vesícula é o tratamento mais rápido e seguro para a colelitíase. (termo médico para denominar presença de pedra na vesícula biliar)


 

QUE TIPO DE PREPARO É NECESSÁRIO?

        Os exames pré operatórios são obrigatórios. Em geral, são solicitados exames de sangue:

  • Hemograma
  • Coagulograma
  • Glicose
  • Uréia
  • Creatinina


     Solicitamos também o Raio X de tórax, o eletrocardiograma e o Risco Operatório. Tais exames podem ser completados de acordo com o paciente.


CIRURGIA DA VESICULA BILIAR


Antigamente (antes de 1992)...

Quando seu médico indicava uma operação de vesícula biliar, você  ficava imaginando uma cicatriz imensa e ficava apavorado por saber da dor intensa que as pessoas tinham depois da cirurgia.

As pessoas ficavam no hospital por uma semana sem poder voltar as atividades normais num prazo de 6 semanas .

Então a preocupação se justificava pelos problemas apresentados acima. Como  vou fazer para ficar  afastado do trabalho por tanto tempo?


 ... existe uma nova técnica cirúrgica (1992)


A retirada da vesícula biliar é uma das cirurgias mais comuns nos dias atuais, e maioria já é realizada por via laparoscópica . O termo médico para este procedimento é colecistectomia videolaparoscópica.

Pequenas incisões são feitas diminuido a dor pós-operatória e melhorando a estética abdome. O tempo de internação médio é de 20h.


 


 

 


 

COMO É REALIZADA A RETIRADA DA VESÍCULA BILIAR?

O paciente é operado sob anestesia geral.

Feita uma pequena incisão no umbigo onde é introduzido uma agulha para encher a cavidade abdominal de um gás especial. A intensão é criar um espaço para que a cirurgia possa ser realizada.

punção abdominal com agulha de Verres

É então introduzido um tubo metálico chamado trocáter  por onde é colocado o laparoscópio . Através deste é visualizada toda a cavidade abdominal.


introdução do trocáter umbilical


Realizado mais três pequenos cortes por onde são colocadas as pinças que vão ser utilizadas durante a cirurgia.

trocaters abdominais - cirurgia videolaparoscópica


Ao final da cirurgia os cortes são fechados com um ou dois pontos na pele.


 

QUANTO TEMPO VOU FICAR NO HOSPITAL?


A grande maioria dos pacientes submetido a colecistectomia videolaparoscópica não fica mais que 20 horas internado no hospital. 


 

QUANDO VOU PODER VOLTAR AO TRABALHO?


Em média poderá voltar as suas atividades plenas em 7 dias. É claro que depende do que você faz . Se você tem um trabalho que exige grande ou médio esforço fisico , o ideal é retornar as atividades em 2 semanas (14 dias).


 

É SEGURO REALIZAR A CIRURGIA POR VIA LAPAROSCÓPICA?


Os riscos da cirurgia laparoscópica é identico ao da cirurgia convencional .Sendo que no método convencional corre-se um risco maior de formação de hérnia no local do corte.


 


 

O QUE DEVEMOS FAZER APÓS A CIRURGIA DA VESÍCULA?


  • A cirurgia de vesícula é uma cirurgia abdominal e portanto um pouco de dor pós-operatória você deverá ter. Náuseas e vômitos podem ocorrer nas primeiras 12 horas.
  • Uma vez que a dieta líquida é bem tolerada ou não haja vômitos, o paciente poderá receber alta no dia seguinte.
  • Sair da cama já no pós-operatório é permitido e estimulado. 
  • Na manhã seguinte os curativos podem ser retirados e o paciente tomar banho.
  • Em geral a recuperação é gradual e progressiva . 

Em uma  ou duas  semana deve retornar para retirar os pontos.



 

 

DEVO AVISAR MEU MÉDICO QUANDO... 

 

  • Apresentar febre constante (acima de 38oC)
  • Sangrar a ferida operatória continuamente
  • Começar a ficar com a pele ou os olhos amarelos
  • Tiver náuses e vômitos
  • Aumento da dor abdominal ou o abdomen inchar.
  • Tiver calafrios
  • Tosse persistente ou respiração curta
  • Dificuldade de engolir líquidos ou sólidos após o período normal de recuperação
  • Mostrar secreção pela ferida operatória.



Pólipos



     Os pólipos de vesicula biliar podem ser micro cálculos ou pequenos tumores. Como não existe maneira de fazer uma biópsia. Em sua quase totalidade existe a indicação de Colecistectomia Videolaparoscópica.